Polícia


Suspeitos de integrar quadrilha que furtava cargas de cereais de empresa xanxerense são presos

Por: Francieli Corrêa 15/01/2022 às 21:39 Atualizado: 22/01/2022 às 23:59


A Polícia Civil prendeu em flagrante, neste sábado (15), quatro homens - 21, 31, 31 e 46 anos - pelo furto de 43,6 toneladas de milho e pelo crime de associação criminosa. A carga, avaliada em aproximadamente R$ 70 mil de acordo com a polícia, pertence à empresa Sementes Bortoluzzi, com matriz em Xanxerê. Os policiais civis tomaram conhecimento na tarde de hoje de que o grupo iria subtrair a carga de uma unidade da empresa em Faxinal dos Guedes e passaram a efetuar diligências para constatar o crime.

Por volta das 13h30, os quatro integrantes do grupo, apontado como uma associação criminosa, foram presos e conduzidos à Central de Plantão da Polícia Civil para lavratura do auto de prisão em flagrante.

> Receba notícias do TSX pelo WhatsApp

O delegado Wesley Costa,  responsável pelas investigações,  explica que a polícia recebeu uma denúncia ainda na tarde de sexta-feira (14), de que um grupo estaria praticando furtos de cargas de milho, soja e trigo da cerealista situada em Faxinal dos Guedes. Na manhã de hoje, a polícia passou a realizar diversas diligências para identificar os autores.

"Por volta do meio-dia [deste sábado] tomamos conhecimento de que o grupo criminoso estaria praticando o crime novamente, indo até a cerealista para subtrair uma carga de milho. Então, a Polícia Civil chegou e conseguiu fazer o acompanhamento de uma carreta bitrem que estaria sendo carregada com os grãos e, quando ela se deslocava para Xanxerê, conseguimos abordá-la e efetuar a prisão", comenta o delegado. 

Os primeiros presos foram um empresário e o motorista do caminhão. Após isso foram efetuadas as prisões de mais dois homens - funcionários da empresa - que estavam na cidade de Faxinal dos Guedes e que, segundo a polícia, eram responsáveis por carregar os caminhões. 

Após a prisão, os investigados foram encaminhados para a unidade prisional de Xanxerê, ficando à disposição do Poder Judiciário. A ação foi realizada através da Delegacia do Município de Faxinal dos Guedes, com apoio da Delegacia da Comarca de Xanxerê e da Divisão de Investigação Criminal de Xanxerê (DIC/FRON). 

Assista ao relato do delegado: 


* Siga o Tudo Sobre Xanxerê no Instagram 
* Curta nossa página no Facebook


ÚLTIMAS NOTÍCIAS